Ibepac

Instituto Brasileiro de Estudos Politicos, Administrativos e Constuticionais

Esportes

Torcedor do Flamengo confessa ter atirado garrafa que matou jovem


Logo Agência Brasil

O delegado do Departamento de Operações Policiais Estratégicas (Dope), da Polícia Civil, Cesar Saad, afirmou, em entrevista coletiva concedida nesta segunda-feira (10), que o torcedor do Flamengo Leonardo Felipe Xavier Santiago, que foi preso em flagrante, confessou ter atirado a garrafa que de vidro que matou a palmeirense Gabriela Anelli Marchiano, de 23 anos de idade, no último sábado (8).

“Ele assumiu que atirou a garrafa, mas não diz que foi na direção da Gabriela. Ele afirma que era um confronto entre as torcidas [do Palmeiras e do Flamengo] e que as duas arremessavam [garrafas], e que ele havia, sim, arremessado uma garrafa”, afirmou o delegado.

Notícias relacionadas:

Na entrevista, Cesar Saad também informou que Leonardo, que segue detido no Centro de Detenção Provisória de Pinheiros, responderá por homicídio doloso qualificado (quando há intenção de matar) por motivo fútil: “O autor do arremesso da garrafa está preso desde o início do confronto. Hoje apenas mudou a natureza do inquérito, passou de homicídio tentado para doloso”.

O delegado também narrou, durante a coletiva, a dinâmica dos fatos que aconteceram no último sábado e que culminaram na morte da jovem: “Por volta das 17h45, algumas vans com torcedores do Flamengo não organizados, comuns, chegaram ao portão que dá acesso à torcida visitante. Neste momento começa uma discussão entre torcedores do Palmeiras, que já estavam nos arredores do Allianz Parque, comuns também, que passam a se xingar. Existe um portão que faz a divisória com a rua, na qual, além de xingamentos, passaram torcedores arremessando garrafas. Rapidamente é possível observar que a Gabriela cai no chão. Depois entendemos que ela foi atingida por um estilhaço. O portão estava com uma parte aberta e foi possível identificar o autor do arremesso da garrafa, que foi detido”.

Morte de Gabriela

Gabriela, que estava internada na Santa Casa em estado grave, não resistiu aos ferimentos e morreu nesta segunda-feira. A informação foi confirmada pelo irmão dela, Felipe Marchiano, em publicação no Instagram, na ferramenta Stories (mensagens que ficam disponíveis por 24 horas).

“Obrigado a todos que oraram pela minha irmã, mas ela foi morar com o papai do céu. Tem coisas que acontecem que estão além do nosso limite de entendimento, sei o quanto você lutou cada segundo, e você de fato sempre foi uma guerreira, olhe por nós do céu e proteja a nossa família”, escreveu Felipe.

O Palmeiras, time do coração da jovem, também se manifestou, em postagem no Twitter.

“Não podemos aceitar que uma jovem de 23 anos seja vítima da barbárie em um ambiente que deveria ser de entretenimento. Manifestamos solidariedade à família da palmeirense e cobramos celeridade na apuração deste crime, que fere a nossa razão de existir e compromete a imagem do futebol brasileiro”, diz a publicação do Verdão.

Share this post

%d blogueiros gostam disto: